Sábado , Julho 13 2024
ÚLTIMAS
Home / RALI / UMA DÚZIA DE “LEÕES” NOS TROÇOSDE ASFALTO DO TERCEIRO ENCONTRO DA PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL 2024
UMA DÚZIA DE “LEÕES” NOS TROÇOSDE ASFALTO DO TERCEIRO ENCONTRO DA PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL 2024

UMA DÚZIA DE “LEÕES” NOS TROÇOSDE ASFALTO DO TERCEIRO ENCONTRO DA PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL 2024

Spread the love

O Rali de Castelo Branco – Vila Velha de Rodão marca a estreia em pisos de asfalto da PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL 2024, pisos em que de correrá a segunda fase da presente época do novo troféu organizado pelo representante oficial da marca no nosso país.

Serão doze os PEUGEOT 208 Rally4 a alinhar na prova organizada pela Escuderia Castelo Branco, na estrada entre os dias 21 e 22 junho (esta sexta-feira e sábado). Com um percurso total de 400,55 quilómetros, divide-se em 2 Etapas, com 11 Especiais de Classificação, incluindo uma dupla Super Especial, num total de 109,53 quilómetros ao cronómetro.

Dominadores nas duas primeiras jornadas do ano (Algarve e Terras d’Aboboreira), Hugo Lopes / Magda Oliveira tudo irão fazer para manter essa toada invencível neste primeiro confronto da época realizado em troços de asfalto. Terão de contar com os objetivos de um plantel de adversários que também visa o lugar mais alto do pódio e, com isso, assegurar os pontos da vitória e os prémios monetários em jogo.

À semelhança dos ralis anteriores, os pilotos da PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL também irão lutar pelas melhores posições do escalão das 2 Rodas Motrizes (2RM) do Campeonato de Portugal de Ralis 2024, categoria onde os competitivos 208 Rally4 têm dado mostras das suas elevadas valências.

O DESAFIO AOS ATUAIS LÍDERES DO TROFÉU PORTUGUÊS

Uma das perguntas que se impõem no Rali de Castelo Branco e Vila Velha de Rodão, terceira prova da PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL 2024, primeira em pisos de asfalto, é saber se Hugo Lopes / Magda Oliveira irão manter a invencibilidade que têm demonstrado até à data. Vencedores dos dois ralis em terra da fase inicial da presente época do troféu português, são eles os naturais visados por todo o restante plantel que se inscreveu para esta prova da Escuderia Castelo Branco, e que formam uma lista de inscritos recheada.

Serão 11 os seus adversários, entre jovens leões e pilotos de mais ampla experiência, que pretendem conquistar a vitória no evento albicastrense, com isso somando a pontuação máxima deste que é o primeiro de três ralis que dão corpo à segunda parte da época. A este rali seguir-se-ão mais dois ralis em asfalto, os eventos Vinho da Madeira, em agosto, e Água Transibérico Chaves – Verín, em setembro. O objetivo de todos os concorrentes é, recorde-se, o Grande Prémio a atribuir no final do ano aos futuros “Campeões”, traduzido num rali do CPR 2025 aos comandos de uma viatura Rally2 do universo Stellantis Motorsport.

Para assegurar os objetivos definidos, todas as equipas contam com as qualidades do PEUGEOT 208 Rally4, modelo que serve de base ao troféu nacional que se realiza pela primeira vez em 2024 (e também ao ibérico, que tem este ano a sua Temporada nº 7). São viaturas de competitividade e robustez mais do que comprovada e que são alvo de preparação pelas respetivas estruturas, para melhor se adequarem às caraterísticas específicas dos sete troços de asfalto da região, quatro deles com dupla passagem, e que se correm esta sexta-feira e sábado (21 e 22 de junho), num total de 109,53 quilómetros cronometrados.

Fruto dos resultados obtidos no Algarve e na Aboboreira, Hugo Lopes e Magda Oliveira somam 54 pontos, tendo uma vantagem considerável sobre os seus mais diretos adversários, Ricardo Sousa / Luis Marques, que somam 27 pontos. Seguem-se Pedro Pereira / João Aguiar com 24 pontos e João Andrade / Pedro Santana com 22 pontos. O atual ranking contempla 16 equipas classificadas à data, incluindo algumas duplas espanholas que somaram pontos na anterior prova, mas que estão mais interessadas no seu próprio troféu nacional – o Desafío PEUGEOT – para o qual este Rali de Castelo Branco não pontua. Ver detalhe na Tabela de Pontos complementar a este comunicado.

Finalmente, acrescente-se que os pilotos da PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL irão, também, bater-se pelos melhores lugares no Campeonato de Portugal de Ralis / 2 Rodas Motrizes, categoria onde o 208 Rally4 tem dado cartas e que tem Hugo Lopes e Magda Oliveira como os seus atuais líderes.


LISTA DE INSCRITOS |
Rali de Castelo Branco – Vila Velha de Rodão
– 3ª prova da PEUGEOT RALLY CUP PORTUGAL 2024

Piloto (País)Júnior *Navegador (País)
Daniel Nunes (POR)José Janela (POR)
Guilherme Meireles (POR)JúniorPedro Alves (POR)
Hugo Lopes (POR)JúniorMagda Oliveira (POR)
João Andrade (POR)JúniorPedro Santana (POR)
Luis Morais (POR)Rafael Cunha (POR)
Manuel Marinho (POR)Pedro Magalhães (POR)
Paulo Roque (POR)Marco Macedo (POR)
Pedro Pereira (POR)JúniorJoão Aguiar (POR)
Pedro Silva (POR)Roberto Santos (POR)
Rafael Cardeira (POR)Luís Boiça (POR)
Rafael Rego (POR)JúniorAna Gonçalves (POR)
Ricardo Sousa (POR)Luis Marques (POR)

* Nota: Piloto Júnior – Nascido em ou após 1 de janeiro de 1997.

Todos em PEUGEOT 208 Rally4 (Grupo RC4).


ONZE ESPECIAIS E 109,53 KM AO CRONÓMETRO **

Organizado pela Escuderia Castelo Branco, o Rali de Castelo Branco e Vila Velha de Ródão corre-se entre sexta-feira e sábado (21 e 22 junho), assente numa estrutura de 2 Etapas, 5 secções e 11 Especiais, incluindo uma SuperEspecial noturna, que representam 109,53 quilómetros cronometrados, num percurso total de 400,55 quilómetros.

Com quartel-general nas “Docas” (Campo dos Mártires da Pátria, Castelo Branco), o rali tem a sua secção pré-competitiva na sexta-feira de manhã, num troço desenhado no Aeródromo Municipal (3,30 km), onde decorrerão os Treinos Livres (09h00/09h57), o Qualifying (10h00/10h45), que definirá a ordem de partida para o rali,e o Shakedown (10h45/12h30).

A 1ª Etapa estará na estrada a partir das 15h00 desse mesmo dia, integrando uma dupla passagem por Caféde – Juncal do Campo (7,55 km; 15h46 e 17h47), a primeira ida a Chão de Vã – Sarzedas (18,10 km; 16h24), terminando com uma dupla passagem pela SuperEspecial Reconquista (2,50 km; 21h03 e 21h21). Haverá um Reagrupamento nas “Docas” (18h37/20h00) e duas idas ao Parque de Assistência, montado no Campo da Feira (20h15/20h45 e 21h41/22h26), antecedendo a entrada das viaturas no Parque Fechado (22h41).

Às 08h30 de sábado arranca a 2ª Etapa, com uma dupla passagem por Vila Velha de Rodão (5,42 km; 09h56 e 12h13) e a uma visita ao troço de Foz do Cobrão (9,25 km; 10h24), numa manhã que terá um Reagrupamento nas Portas do Rodão (10h59/12h00), seguindo-se outro nas “Docas” (13h08/14h30), complementado por uma ida às Assistências (14h38/14h53) e à Zona de Reabastecimento. Seguir-se-á uma dupla passagem por Santo André das Tojeiras (13,29 km; 15h56 e 18h12) e a segunda ronda por Chão de Vã – Sarzedas (18,10 km; 17h09), havendo, depois, novo Reagrupamento nas “Docas” (19h07/20h00) e passagem final pelas Assistências (20h15/20h45) e novo Reabastecimento. O rali terminará com o troço de Castelo Branco (6,56 km; 21h03) que servirá, também, de PowerStage, atribuindo pontos adicionais aos três mais rápidos.

** Nota: As horas indicadas referem-se ao primeiro carro na estrada.

&nbsp

MEDIA4RACE TV

Scroll To Top