Sábado , Julho 20 2024
ÚLTIMAS
Home / RALI / TOYOTA GAZOO Racing Iberian Cup 2024: Regresso aos pisos de terra no Rali Terras D’Aboboreira
TOYOTA GAZOO Racing Iberian Cup 2024: Regresso aos pisos de terra no Rali Terras D’Aboboreira

TOYOTA GAZOO Racing Iberian Cup 2024: Regresso aos pisos de terra no Rali Terras D’Aboboreira

Spread the love

 Javier Villa (Asturhíbrido) chega a Portugal como novo líder, com uma vantagem de 5 pontos, depois de ter conquistado em Córdoba a sua primeira vitória com o GR Yaris RZ Cup.

Bruno Bulacia (CSM Automoció), atual segundo classificado na TGR Iberian Cup, é o favorito no rali que dominou e venceu em 2023

São dez as equipas inscritas na segunda prova da temporada em território português do troféu monomarca da Toyota

Decorridas duas semanas sobre a jornada de Córdoba, a TOYOTA GAZOO Racing Iberian Cup (TGRIC) volta à ação, agora de novo em território português, no Rali Terras D’Aboboreira (26 e 27 de abril), para a terceira das oito provas da temporada. Será, também, o regresso às classificativas de terra, depois da abertura do ano em Fafe, no final de fevereiro, e as perspetivas deixam antever mais um rali marcado por elevado nível competitivo proporcionado pelas dez equipas inscritas.

Se Bruno Bulacia (CSM Automoció) iniciou a época com o pé direito, ao triunfar em Fafe, Javier Villa (Asturhíbrido), o antigo pluricampeão espanhol de montanha que está cada vez mais à-vontade nos ralis, confirmou em Córdoba ser um nome a ter em conta na discussão do título na TGRIC. A vitória do asturiano no asfalto andaluz, numa prova marcada por muitas desistências, permitiu-lhe saltar para a liderança da competição organizada pela Toyota Espanha, Toyota Caetano Portugal e MSI. Villa dispõe de uma diferença de 5 pontos face ao boliviano Bulacia, ambos já destacados do catalão Josep Bassas (IPPON Motor Vallés), que não foi particularmente feliz na prova anterior, ao ser forçado a desistir quando se encontrava no topo da classificação. Bulacia, vencedor na Aboboreira em 2023, regressa agora como principal favorito a uma zona onde foi feliz e conquistou o seu primeiro triunfo na TGRIC.

Na prova que decorrerá na Serra da Aboboreira, Ricardo Costa (Macedo & Macedo GTW Racing), José Carlos Mulero (Labasa) e José Lamela (Grupo Breogán), desistentes em Córdoba, terão como objetivo prioritário recuperar pontos na terceira ronda do ano.

Miguel Campos (Macedo & Macedo GTW Racing) que na Andaluzia terminou no segundo lugar do pódio – em Fafe, no início da época, não concluiu a prova, somando apenas 2 pontos – é agora o terceiro classificado dos Yaris GR RZ Cup, com 3 pontos de vantagem para Pedro Lago (Toyota Caetano Auto). A correr “em casa”, os dois pilotos portugueses aspiram, naturalmente, a melhorar as respetivas posições na tabela classificativa do troféu.

José Lamela (Grupo Breogán), sexto classificado, e Carlos Rodriguez (Grupo Breogán), ainda a zero em termos de pontos, serão estreantes nas classificativas da Aboboreira, o que não deixará de ser uma desvantagem face a alguns adversários. 

Manuel Martins e José Mulero (Labasa), ambos ainda sem pontos, já conhecedores das “especiais” do rali organizado pelo Clube Automóvel de Amarante, só podem pensar na conquista dos seus primeiros resultados da temporada na TGRIC.

O Rali Terras D’Aboboreira, com 107,66 quilómetros ao cronómetro, tem início na tarde de sexta-feira, com a primeira classificativa, Baião Vida Natural (16,93 km). À noite, a super-especial (2 km), Amarante Natureza Criativa, disputa-se em piso de asfalto no centro da cidade com o mesmo nome. Sábado, os pilotos disputam as restantes 5 classificativas, com destaque para as duas passagens por Amarante (22,54 km). O final está previsto para as 19H10, no centro da cidade de Amarante.

&nbsp

MEDIA4RACE TV

Scroll To Top