Sábado , Julho 13 2024
ÚLTIMAS
Home / RALI / Tanak lidera na Suécia
Tanak lidera na Suécia

Tanak lidera na Suécia

Spread the love

Uma má especial de Craig Breen/James Fulton (Hyundai i20 N Rally1) que entraram para este troço a 2.3s da liderança, saem de lá a 8.6s de Ott Tänak/Martin Järveoja (Ford Puma Rally1) , que apesar de terem passado a prova a queixar-se de não se sentirem confortáveis com o carro vão para o último dia de prova com 8.6s de avanço sobre os segundos classificados e com 23.7s com os vencedores desta última especial do dia, Thierry Neuville/Martijn Wydaeghe (Hyundai i20 N Rally1). A luta pelo triunfo não está resolvida, faltam três troços, mas Tanak tem uma almofada que não lhe dá todo o conforto, mas que lhe permite arriscar bem menos que o seu adversário…
Esapekka Lappi/Janne Ferm (Hyundai i20 N Rally1) foram segundos, mas depois dos mais de sete minutos perdidos na PE13, caíram de terceiro para o 12º lugar e já não têm esperanças de um bom resultado.
Takamoto Katsuta/Aaron Johnston (Toyota GR Yaris Rally1) foram terceiros neste troço, estão a mais de meia hora da frente, e só lhes resta levar o carro até ao fim do rali.
Um pião durante a tarde levou Kalle Rovanperä/Jonne Halttunen (Toyota GR Yaris Rally1) a perder a posição para Neuville e não está fácil recuperarem-na. Terminam o dia a 3.8s dos belgas pela que o derradeiro lugar do pódio é uma questão em aberto para o último dia, bem como a liderança, pois Breen ainda pode ter uma palavra a dizer, embora não vá ter vida fácil, pois mesmo com queixas do carro, Tanak continua a guiar ao mais alto nível.
Ott Tänak/Martin Järveoja (Ford Puma Rally1) vão para o último dia com 8.6s na frente, margem que não sendo decisiva, é importante para o objetivo que neste momento passar por manter a posição até ao fim do rali.
Craig Breen/James Fulton (Hyundai i20 N Rally1) tiveram um mau final de dia. Ontem e hoje de manhã, o irlandês irradiava confiança, mas as coisas mudaram muito esta tarde. Desde a PE12 onde bateram num banco de neve, o piloto foi-se um pouco abaixo, depois veio o furo, onde perderam algum tempo: “Tentámos o melhor que pudemos, mas mais uma vez, é muito difícil conseguir que o carro faça o que eu quero. Vamos dar o nosso melhor amanhã e ver o que acontece”.
Já Tanak também furou, mas conseguiu chegar bem na frente: “Foi bastante lamentável o que aconteceu. Eu tinha planeado estes dois troços mas perdemos um pneu na especial anterior. Não foi fácil”, disse.
Elfyn Evans/Scott Martin (Toyota GR Yaris Rally1) voltou a ter uma tarde apagada, caiu para quinto e há muito perdeu o contacto com a luta pelo pódio.
Pierre-Louis Loubet/Nicolas Gilsoul (Ford Puma Rally1) são sexto e continuam sem problemas. Mas estão em terra de ninguém.
No WRC2, Oliver Solberg/ Elliot Edmondson (Skoda Fabia RS Rally2) terminam o dia com 51.6s de avanço para Ole Christian Veiby/Torstein Eriksen (Volkswagen Polo R5) com o sueco a transformar um avanço de 13.0s no início da manhã de hoje num avanço que lhe permite gerir a prova no último dia.
O avanço de Veiby no segundo lugar face ao terceiro posto de Sami Pajari/Enni Malkonen (Skoda Fabia RS Rally2) também é confortável, 22.3s pelo que em princípio o pódio do WRC2 também está resolvido, se nada de anormal se passar amanhã.

Fonte: AUTOSPORT

&nbsp

MEDIA4RACE TV

Scroll To Top