Sábado , Julho 20 2024
ÚLTIMAS
Home / MONTANHA / Rampa da Arrábida: Flávio Sainhas foi o mais forte entre os Clássicos
Rampa da Arrábida: Flávio Sainhas foi o mais forte entre os Clássicos

Rampa da Arrábida: Flávio Sainhas foi o mais forte entre os Clássicos

Spread the love

Tal como em grande parte da época de 2023, Flávio Sainhas suplantou a aguerrida concorrência que se apresentou na 33ª Rampa da Arrábida, prova inaugural do Campeonato de Portugal Clássicos de Montanha JC Group.

Foi um fim-de-semana de arranque de época tranquilo para Flávio Sainhas. Começando a fazer a defesa do título conquistado entre os Clássicos na época transata, o piloto do Ford Escort MKI da A Sainhas Sport arribou até à península setubalense com o firme propósito de arrecadar mais uma vitória para o seu já vasto palmarés.

E se bem o pensou, melhor o executou. Rodando lesto, mas, sem ser nos limites nas sessões de treinos, o chamado “Diabo da Covilhã” fez jus ao seu cognome nas três subidas de prova, sendo sempre o mais rápido, embora não tenha conseguido descolar de forma substancial dos mais diretos perseguidores. No entanto e em abono da verdade, foi claro que Sainhas ainda poderia ter rodado mais rápido, se a pressão dos adversários se intensificasse. O piloto covilhanense assume-se assim como o principal candidato ao título de Clássicos.

Aplauso para a exibição de Luís Moutinho. O veterano lisboeta esteve sempre muito rápido aos comandos do seu Ford Escort MKI, melhorando paulatinamente as suas marcas, ameaçando mesmo ganhar a última subida de prova, onde se quedou a apenas 9 décimas de Sainhas. No final, garantiu um merecido 2º lugar, a 3,7 segundos do vencedor.

Ricardo Pereira, num bem preparado Ford Escort MKII, imiscui-se com talento na refrega pelo pódio, garantindo o 3º posto, apenas a 0,7 segundos de Moutinho, enquanto Fernando Salgueiro e Ricardo Loureiro garantiam para o Caramulo Racing Team o 4º e o 5º lugar, respetivamente

&nbsp

MEDIA4RACE TV

Scroll To Top