Sábado , Julho 20 2024
ÚLTIMAS
Home / TODO-O-TERRENO / PORTUGUÊS ANTÓNIO MAIO FAZ HISTÓRIA
PORTUGUÊS ANTÓNIO MAIO FAZ HISTÓRIA

PORTUGUÊS ANTÓNIO MAIO FAZ HISTÓRIA

Spread the love

Nas motos, António Maio (Yamaha) estreou-se a ganhar uma etapa do W2RC e tornou-se no primeiro português a vencer uma etapa do bp Ultimate Rally-Raid Portugal. O militar da GNR assumiu a liderança nos derradeiros quilómetros da especial, triunfando com 28 segundos de vantagem para o francês Adrien van Beveren. “Adorei o percurso. Nunca tinha andado em Espanha, mas foi uma etapa fantástica, rápida e escorregadia, ao meu gosto. Fiz uma boa escolha de pneus, andei sempre rápido, sem correr riscos e não cometi erros.” Uma vitória importante também para a Yamaha, que não vencia uma etapa desde o Abu Dhabi Desert Challenge, em 2021, por intermédio de Adrien van Beveren.

Mas se António Maio foi o herói do penúltimo dia da prova do Campeonato do Mundo de Rally-Raid, Tosha Schareina (Honda) foi o grande beneficiado da etapa. Apesar de ter sido o quinto mais rápido do setor seletivo, o espanhol aumentou para 4m33s a vantagem para o segundo classificado, que lhe permite encarar o dia de amanhã com relativa tranquilidade. “No início foi muito bom. Nos primeiros 100 km estávamos a liderar, mas depois disso, os pneus ficaram completamente destruídos e limitei-me a sobreviver nos últimos 150 km!”

O português Bruno Santos (Huskvarna) voltou a estar em evidência: estabeleceu o terceiro melhor tempo, conservou idêntica posição à geral e, mais importante do que isso, reforçou a liderança entre os Rally2. “Acho que ninguém estava à espera de um terreno tão abrasivo porque ao final de 100 km já não tínhamos ‘pneu’ traseiro. Acho que fiz uma boa segunda parte da etapa, que era mais ao meu estilo.”

O americano Skyler Howes (Honda) foi o quarto mais rápido do dia, à frente de Tosha Schareina (Honda), Bradley Cox (KTM) e de Sebastian Bühler (Hero), que manteve a vice-liderança entre as motos. “Foi uma etapa difícil, porque ao fim de 100 quilómetros os pneus estavam praticamente acabados. Tive de gerir bem a mousse dos pneus para conseguir terminar. Em alguns pontos, foi quase como um passeio de domingo”, sublinhou o luso-alemão.

Entre os Rally3, Gonçalo Amaral (Honda) voltou a impor-se à concorrência, reforçando a liderança da categoria.

Já entre os quads, Kamil Wisniewski foi a surpresa. O polaco venceu a etapa, beneficiando dos problemas de que foi vítima Manuel Andujar, e assumiu a liderança da categoria, com uma vantagem de 5min 49s sobre o francês Gaetan Martinez.

Amanhã, é o dia de todas as decisões do bp Ultimate Rally-Raid Portugal. A última etapa é disputada em dois setores seletivos. O primeiro, de 98,18 quilómetros, é 90 por cento percorrido em estradões de areia rápidos, enquanto o segundo, com 3,05 quilómetros de extensão, é literalmente disputado ao lado do Parque de Feiras e Exposições de Grândola. Uma especial-espetáculo que vai consagrar os vencedores e onde são esperados milhares de espetadores, com transmissão direta pelo canal SportTV, a partir das 12h15.

&nbsp

MEDIA4RACE TV

Scroll To Top