Sábado , Julho 20 2024
ÚLTIMAS
Home / RALI / Neuville ultrapassa Ogier no Rallye Monte-Carlo
Neuville ultrapassa Ogier no Rallye Monte-Carlo

Neuville ultrapassa Ogier no Rallye Monte-Carlo

Spread the love


Thierry Neuville preparou o confronto perfeito de domingo no Rallye Monte-Carlo depois de destronar Sébastien Ogier na última etapa de sábado, somando provisoriamente 18 pontos.

A estrela do Hyundai i20 N, Neuville, foi, sem dúvida, o homem a bater durante a manhã. Depois de ter mantido o terceiro lugar na noite passada, ele roubou o segundo lugar de Ogier no primeiro teste de velocidade no gelo do dia e assumiu o primeiro lugar antes do meio-dia, à medida que o tempo diminuía para o líder da noite, Elfyn Evans.

Ogier assumiu o controlo da prova ao conquistar duas vitórias consecutivas no início da repetida etapa da tarde, mas Neuville retaliou ao ultrapassar o francês do Toyota GR Yaris nos quilómetros finais para levar uma vantagem de 3,3 segundos para domingo.

Com o Rallye Monte-Carlo a marcar a estreia da nova estrutura de pontos do WRC, a última investida de Neuville valer-lhe-á 18 pontos, desde que complete as etapas de domingo. Ogier receberá 15, enquanto Evans, que terminou o dia a 34,9 segundos da liderança, em terceiro, receberá 13.

“Foi perfeito,” disse Neuville sobre a sua condução em Pellafol – Agnières-en-Dévoluy. “Tudo correu bem e gostei muito do carro – foi incrível.

“Era importante conquistar os pontos esta noite, mas também precisávamos de manter o carro na estrada. Tinha um bom pressentimento, por isso fui em frente e parece que valeu a pena”, acrescentou.

A vitória de Ogier na etapa Les Nonières – Chichilianne foi a 700ª da sua carreira. Com este feito, ultrapassou a lenda finlandesa Juha Kankkunen (699 vitórias em etapas) e passou a ocupar o quarto lugar na lista de vencedores de etapas do WRC de todos os tempos.

“Tenho tentado desde o início do rali, basicamente”, admitiu o nove vezes vencedor do Rallye Monte-Carlo. “Esta [última etapa] não foi diferente, mas o Thierry fez uma boa etapa. Parece que temos de nos esforçar mais amanhã.”

O Super Domingo dá a oportunidade aos melhores desempenhos ao longo do último dia de acumularem até sete pontos, para além dos cinco pontos de bónus que também estão em jogo na Wolf Power Stage, que termina o rali.

Evans completou a SS10 sem o sistema de propulsão híbrido no seu GR Yaris. Mesmo com o problema resolvido, não conseguiu encontrar uma resposta para a velocidade repentina dos seus pares. “Não sei o que se está a passar”, admitiu o galês depois de ceder 16,9 segundos na SS12. “Não me senti muito bem, mas isso é crónico”.

O homem da Hyundai, Ott Tänak, reforçou a sua posição de quarto classificado ao afastar-se do seu adversário mais próximo, Adrien Fourmaux, ajudado pela sua vitória na etapa de Pellafol / Agnières-en-Dévoluy. Os dois estavam divididos por mais de um minuto no final da prova, com Fourmaux a dobrar a sua abordagem conservadora depois de ver o seu colega Grégoire Munster, da M-Sport Ford Puma, sair da estrada na PE12.

A morte de Munster permitiu a Andreas Mikkelsen conquistar o sexto lugar com o seu Hyundai, enquanto Takamoto Katsuta subiu para sétimo, depois da sua dispendiosa saída de estrada na sexta-feira.

O oitavo lugar foi para Pepe López, que atualmente lidera com Nikolay Gryazin um emocionante duelo pela supremacia no WRC2. Yohan Rossel também está envolvido na luta pela categoria de apoio e completou o top 10.

A última etapa de domingo apresenta três etapas, com as equipas a viajarem para sul, para o Mónaco. O trio soma 52,12 km antes de o rali terminar no principado.

&nbsp

MEDIA4RACE TV

Scroll To Top