Sábado , Julho 20 2024
ÚLTIMAS
Home / VELOCIDADE / Luís Alegria venceu a primeira corrida do Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos 1300 na “Bila”
Luís Alegria venceu a primeira corrida do Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos 1300 na “Bila”

Luís Alegria venceu a primeira corrida do Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos 1300 na “Bila”

Spread the love

• Barba, cabelo e unhas para Luís Alegria que no regresso ao Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos 1300 fez a “pole position”, a volta mais rápida e liderou todas as voltas.

• Um Safety Car acabou por quebrar o ritmo da prova, separando o pelotão que, ainda assim, deu espetáculo com muitas lutas ao longo das 12 voltas de corrida.

A primeira corrida do Campeonato de Portugal Clássicos 1300, disputada hoje no Circuito Internacional de Vila Real, conheceu forte luta pela vitória, mesmo com um “Safety Car” colocado em pista devido ao desentendimento entre Ângelo Ribeiro (Ford Escort MK3) e Pedro Botelho (Austin Cooper S) logo à segunda volta. Luís Alegria rubricou a “pole position”, fez a volta mais rápida, mas a sua vitória não foi um passeio.

Luís Mendes no muito bem preparado Citroen AX Sport, Pedro Barbosa num garrido Datsun 1200 e Jorge Marques no bonito Toyota Starlet 1.3S, protagonizaram a perseguição a Luís Alegria. O piloto do AX tentou, mesmo, passar pelo Datsun 1200 prateado, mas Alegria alardeou a sua experiência e cortou cerce esses ataques. Com a entrada do “Safety Car” a corrida esteve neutralizada e, depois de recuperada a bandeira verde, a corrida mudou de feição.

Em primeiro lugar, Pedro Barbosa superiorizou-se a Jorge Marques, mas deixou escapar os dois primeiros. Em segundo lugar, Jorge Marques conheceu problemas no seu Starlet e foi forçado a abandonar a meio da corrida. Desta forma, Alegria e Mendes entretiveram-se, sozinhos, na luta pela primeira posição. Discussão que terminou, entretanto, com Luís Alegria a aumentar o ritmo e Luís Mendes a pensar no seu campeonato (Legends 1300) e com algumas dificuldades no seu Citroen AX Sport. A diferença registada no final das 12 voltas (mais de 35 segundos) não espelha a emoção sentida na luta pela vitória.

Pedro Barbosa recolheu um saboroso pódio ao ficar no terceiro lugar, na frente de João Braga, também ao volante de um Datsun 1200. Este último ainda esboçou uma aproximação a Barbosa, mas este aumentou o ritmo e Braga ficou a ver o pódio por um canudo. Paulo Teixeira foi segundo dos Legends 1300, uma bela pontuação para o piloto do Citroen AX Sport que, também ele, tentou incomodar o Datsun 1200 de João Braga. Não conseguiu, mas fica a recolha de pontos do segundo lugar dos Legends.

Mas atrás, as lutas foram se sucedendo, com os homens do Desafio ANPAC a darem nas vistas com os Fiast Punto 85S. O melhor foi Daniel Gouveia que se entreteve com uma luta muito interessante com o Austin Metro de Miguel Miguel, vencedor da categoria H81. Vitória que nunca esteve em causa pelo abandono de Ângelo Ribeiro e que permitiu, ainda, colocar o pequeno Metro no décimo posto à geral, atrás de Daniel Gouveia.

Gonçalo Matias num Fiat Punto e Rui Castro no Datsun B110 estiveram e luta até final por posições abaixo dos 15 primeiros, o mesmo sucedendo com Rui Fonseca (Toyota Starlet 1.3S) e Luís Facote (Fiat Punto). Acabou popr levar as melhor Facote que não nada fracote nesta luta desigual, terminando quase lado a lado na reta da meta.

No que toca às classificações nas diversas categorias, Luís Alegria venceu nos H75 na frente de Pedro Barbosa, João Braga, Nuno Soares e Nelson Resende, todos ao volante dos Datsun 1200. Em os mais idosos H71, vitória do Datsun 1200 de Luís Sousa costa, seguido do Datsun de Rui Castro. Destaque, ainda, para João Neves que levou o seu Fiat Panda até à vitória na Taça 1000 e Trevor Stretch que colocou o seu Rover 25 no primeiro lugar da Stock Cup.

Luís Mendes venceu de forma confortável os Legends 1300 na frente de Paulo Teixeira (Citroen AX), João Arantes (Toyota Starlet 1.3S), Gonçalo Matias (Peugeot 106), Rui Fonseca (Toyota Starlet 1.3) e Paulo Teixeira (Peugeot 106). No Desafio ANPAC, vitória folgada de Daniel Gouveia e com um lugar no Top 10 à geral (9º posto). O pódio da categoria foi fechado com Francisco Marrão e João Sousa. Seguiram-se David Vieira, António Costa, Nuno Pinheiro, Luís Facote e Ruben Fernandes.

Contas feitas, terminaram 25 carros esta primeira corrida do Campeonato de Portugal de Velocidade Clássicos 1300, com três abandonos (Ângelo Ribeiro, Pedro Botelho e Jorge Marques) e dois pilotos que não alinharam (Diogo Tão em Datsun 1200 e Mota Freitas no Citroen AX Sport).

&nbsp

MEDIA4RACE TV

Scroll To Top