Sábado , Julho 13 2024
ÚLTIMAS
Home / RALI / Lancia Fulvia Coupé sagra-se vencedor do Rallye Monte-Carlo Historique 2023
Lancia Fulvia Coupé sagra-se vencedor do Rallye Monte-Carlo Historique 2023

Lancia Fulvia Coupé sagra-se vencedor do Rallye Monte-Carlo Historique 2023

Spread the love

  • Um Lancia Fulvia Coupé Rallye 1.3 S, de 1970, venceu a 25ª edição do Rallye Monte-Carlo Historique.
  • O Fulvia é um dos modelos icónicos da Lancia que serviram de inspiração ao design dos futuros modelos da marca.
  • A Lancia continua a ser a marca de maior sucesso no mundo dos ralis.

Um Lancia Fulvia Coupé Rallye 1.3 S, de 1970, conduzido pelos suíços Claudio Enz e Cristina Seeberger e pertencente ao Team Kessel, sagrou-se vencedor da 25ª edição do Rallye Monte-Carlo Historique, a versão histórica do rali de estrada mais antigo do mundo.

A Lancia continua a ser a marca de maior sucesso na história dos ralis, fruto dos 15 títulos mundiais conquistados, incluindo os do Campeonatos de Pilotos e Construtores, com lendários modelos como o Fulvia, o Stratos, o 037 e o Delta a dominarem os ralis internacionais nas décadas de 70 e 80.

O Fulvia Coupé, um dos mais icónicos veículos Lancia e que serviu agora de inspiração para o design dos futuros modelos da marca, tornou-se famoso pelo seu ecletismo: enquanto a sua versão de competição era agressiva e competitiva, a variante de estrada apresentava-se como um elegante coupé, conhecido pelo conforto dos seus interiores.

A história do Fulvia teve início em 1965, quando fez a sua estreia no Salão Automóvel de Genebra, como um veículo elegante e compacto. Em comparação com a berlina de 1963, destacou-se pelo seu design mais ágil e desportivo, pela configuração 2+2, pelo habitáculo luminoso, pelas amplas janelas e pela forte inclinação do para-brisas e do óculo traseiro.

O Fulvia Coupé recebeu a sua inspiração do design das embarcações a motor Riva, apresentando uma frente elegante e uma linha recortada e limpa na traseira. A sua estreia conquistou o público e a crítica graças ao seu clássico habitáculo tipo “torre”, que se destacou pela incrível visibilidade para o exterior tornado possível pelas suas amplas janelas e pelos pilares estreitos. Os interiores eram desportivos, mas elegantes, com um tabliê e um volante em madeira. Além disso, o seu painel de instrumentos completo incluía um odómetro e tacómetro redondos e de grandes dimensões.

A sua estreia em competição teve lugar na Volta à Córsega em 1965, um início de um percurso desportivo histórico que levaria ao lançamento, no ano seguinte, da versão Fulvia HF (High Fidelity, a designação da Equipa de Competição de Lancia). A nova versão 1.3, de 1967, e a versão 1.6, de 1968, confirmariam o estatuto do Fulvia no panorama das competições internacionais. Em 1972, a Lancia faria história com um Fulvia HF 1600 (#14), ao vencer o Rali de Monte-Carlo, com a dupla Sandro Munari / Mario Mannucci.

A 25ª edição do Rallye Monte-Carlo Historique decorreu entre os dias 27 de janeiro e 1 de fevereiro, registando-se a participação de 19 viaturas Lancia pertencentes a pilotos privados. Este rali está reservado a automóveis clássicos que participaram em pelo menos um Rallye Automobile de Monte-Carlo, até ao ano de 1983.  A edição deste ano contou com mais de 200 veículos participantes, saídos dos habituais pontos de partida de diversos pontos de toda a Europa – Oslo, Londres, Bad-Homburg, Reims e, claro, de Turim, onde esteve exposto um icónico Lancia Rally 037 da coleção histórica da Stellantis.

&nbsp

MEDIA4RACE TV

Scroll To Top