Sábado , Julho 20 2024
ÚLTIMAS
Home / MONTANHA / Estreia positiva da Jet Motorsport na Arrábida
Estreia positiva da Jet Motorsport na Arrábida

Estreia positiva da Jet Motorsport na Arrábida

Spread the love

A estreia do Volkswagen Corrado G60 da equipa oriunda de Mafra, quer na época 2024, quer na prova em si, correu de forma bastante positiva, mas não sem um conjunto de precalços e aventuras que precederam a prova de abertura do Campeonato Nacional de Montanha, onde a Jet Motorsport participou, e que logrou concluir com sucesso. A equipa começou de imediato a preparar a próxima prova, que decorrerá já no início de Abril.

Ao contrário do planeado inicialmente, em que a época da Jet Motorsport iria começar com o Rallye das Camélias, a prova da terra, uma alteração da data desta prova (adiada para Abril), levou a equipa Mafrense a arriscar, e rumar a Setúbal, para participar pela primeira vez na mítica “Rampa da Arrábida”, este ano prova de abertura do Campeonato de Portugal de Montanha.

De acordo com Cristiano Santos, o piloto e mentor deste projecto de competição, ir à Arrábida foi mesmo uma decisão de risco: “a alteração de datas das Camélias, com o adiamento para Abril, deixou-nos numa situação complicada. Não queríamos começar a nossa época desportiva tão tarde, e por isso aceitámos o desafio de participar na Rampa da Arrábida. Foi um bocado «meter a cabeça no cepo», porque se algo de grave acontecesse, não teríamos tempo – nem orçamento – suficiente para ter o carro pronto para o Rallye das Camélias, mas mesmo assim resolvemos arriscar, e no final de contas, correu bem e valeu a pena! ”.

Aquilo que foi uma prova cuidadosamente preparada, não ficou isenta de peripécias antes do seu início. Por razões logísticas, a equipa teve de levar o carro a andar desde Mafra a Setúbal, e à saída da Ponte Vasco da Gama, o sistema de combustível deu novamente problemas, o que resultou numa situação pitoresca: “quando íamos a sair da ponte, senti falha de potencia no carro, e tive de encostar para resolvermos o problema que se constatou ser novamente a alimentação de gasolina. A certa altura, parecíamos estar nos tempos áureos do rali de Portugal, em que havia assistências na beira da estrada. Ali estávamos nós, numa via lateral, com a carrinha de assistência atrás, e um conjunto de pessoas a trabalhar de volta de um carro de Ralis. Valeu que foram precisos apenas alguns minutos e lá seguimos viagem. Conseguimos chegar a Setúbal sem mais problemas, e depois tratámos do problema de forma definitiva no parque de assistências”, refere Cristiano Santos.

Do ponto de vista desportivo, a equipa, que participou na “Super Subida Meliã”, a rampa regional integrada na prova, ficou classificada no 3.º lugar da sua classe, e no 13.º lugar à geral. Um resultado que poderia ser melhor, mas que mesmo assim deixou a equipa satisfeita, conforme Cristiano Santos fez questão de salientar: “saímos satisfeitos com o resultado, considerando as circunstâncias que nos trouxeram aqui. O facto de a próxima prova estar muito próxima, e sobretudo o facto de não termos tido oportunidade de reconhecer este traçado, onde eu nunca tinha passado, limitou as nossas possibilidades de fazer um tempo melhor.”. Na luta contra o cronómetro, a primeira subida foi efectivamente a mais demorada, mas na segunda passagem o piloto tirou 13 segundos ao tempo anterior, e daí melhorou pouco mais de um segundo até à quarta e última subida, aquela onde registou o melhor tempo, cifrando-se nos 2:31.392.

No que respeita à prova em si e a toda a organização, o piloto não poupou elogios no balanço que fez: “Como já é costume nas provas do Clube de Motorismo de Setúbal, saímos daqui de coração cheio! Foram dois dias memoráveis, em que nos foi dado o privilégio de poder participar – à nossa escala, regional – numa prova do Campeonato de Portugal de Montanha, e isso é mérito da organização, que acarinha da mesma forma os grandes projectos do Nacional, mas também os pequenos projectos de cariz regional, como o nosso e de todos os nossos amigos de Mafra que aqui vieram. E por isso o nosso sentimento só pode ser de gratidão. Assim haja nova rampa regional para o ano, cá estaremos de certeza. Estão todos de parabéns por terem organizado uma prova desta forma tão excelente!

Ficou ainda uma mensagem especial à equipa de assistência da Jet Motorsport: “tudo correu bem, apesar das peripécias iniciais, e isso foi graças à nossa equipa. Não somos uma equipa profissional, nem na assistência, mas este grupo de amigos e familiares foram mágicos, e quando se pensava que poderia haver um problema, já eles tinham a solução. Assim dá gosto fazer as coisas. ”, acrescentou Cristiano Santos.

A próxima prova em que esta equipa irá participar está já ao virar da esquina, e será o Rallye das Camélias, que irá percorrer os concelhos de Cascais, Sintra e Mafra, nos próximos dias 12 e 13 de Abril.

&nbsp

MEDIA4RACE TV

Scroll To Top