Sábado , Julho 20 2024
ÚLTIMAS
Home / RALI / Adruzilo Lopes soma e segue e conquistou em Viana mais uma vitória para os Kumho
Adruzilo Lopes soma e segue e conquistou em Viana mais uma vitória para os Kumho

Adruzilo Lopes soma e segue e conquistou em Viana mais uma vitória para os Kumho

Spread the love

O ‘imperador’ de Vizela fechou a época com aquela que se tornou a sua sexta vitória da temporada – esta com dose tripla, pois assegurada em termos absolutos e ainda nas contas do Promo e do Promo Norte – comemorando assim da melhor forma a reconquista do seu título, que já estava assegurada à chegada ao 11º Rali de Viana do Castelo Cidade Europeia do Desporto 2023.

Foi de ‘faca nos dentes’ que Adruzilo Lopes e Vítor Hugo encararam as nove especiais de classificação do rali organizado pelo CAST e que voltou a ser um desafio duro, não só pela exigência das classificativas, mas também pelas condições meteorológicas que, a espaços, foram bastante agrestes.

Nada incomodado por tripular um Mitsubishi Lancer EVO X que, apesar da sua excelente preparação, é manifestamente menos competitivo do que os carros da categoria Rally2 que foram utilizados pelos seus principais oponentes, Adruzilo Lopes esteve sempre na luta pela supremacia e chegou à liderança do rali no último troço, conquistando assim mais uma vitória à geral para os pneus Kumho.

“Chegamos a Viana sem qualquer pressão quanto ao campeonato, pois a renovação do título estava assegurada. Mas, tivemos de nos aplicar ao máximo ao longo do rali, até porque, penalizamos logo dez segundos na primeira especial e, depois, foi tudo muito renhido até ao fim”, realça Adruzilo Lopes que assume ter andado “sempre no limite. A Domingos Sport entregou-nos, uma vez mais, o carro nas melhores condições e até o pequeno problema que o Mitsubishi teve na quarta classificativa foi prontamente resolvido”.

Adruzilo Lopes destacou depois “a excelente performance dos pneus Kumho. Foram, como sempre, extremamente competitivos, no molhado e no seco e foram um aliado perfeito na luta que tivemos com adversários que utilizaram carros bem mais competitivos do que o nosso”.

Miguel Carvalho e António Reis dominaram a luta pelo triunfo no 6º Desafio Kumho Portugal. Tripulando, como habitualmente, o robusto Peugeot 206 GTi, o piloto de Barcelos rubricou uma exibição dentro dos parâmetros a que já nos habituou: rápido, eficaz e capaz de lutar taco-a-taco com pilotos cujas ‘montadas’ são claramente mais competitivas.

Como tal e além de não ter qualquer oposição de relevo na conquista de mais um triunfo nas contas da competição reservada aos pneus coreanos, Miguel Carvalho concluiu a sua época no Campeonato Promo Duas Rodas Motrizes com um sólido Top 4, isto já depois de ser selado as contas do título no Rali Vidreiro, dando assim mais um cetro aos pneus Kumho.

Época notável de Carvalho e Reis, com esta dupla a merecer já começar a sonhar com voos bem mais altos…

O regressado Vítor Pinheiro, que foi navegado por Ricardo Torres e se apresentou em Viana aos comandos de um Peugeot 206, garantiu o 2º lugar da Divisão 2 Kumho. Rali sólido, com o piloto a ser capaz de ultrapassar com galhardia as dificuldades do percurso vianense.

A beirã Daniela Lopes não foi bafejada pela sorte, nesta sua subida a norte, participando num campeonato fora da sua ‘zona de conforto´ e onde voltou a ter Sofia Mouta a ‘cantar’ as notas.

A piloto iniciou a prova com um bom ritmo, discutindo claramente as posições do pódio entre os Kumho, mas, ainda bem cedo no rali, a caixa de velocidades do Peugeot 206 GTi começou a dar problemas, forçando-a a fazer as últimas duas especiais da manhã de sábado apenas em quarta velocidade.

Chegada à assistência, o veredito foi claro. Com o Rali de Cantanhede Marquês de Marialva a uma semana de distância, sendo a última prova do ‘seu’ Campeonato Start Centro de Ralis, optou por abandonar, já não saindo para disputar a seção final da prova.

Adruzilo Lopes soma e segue e conquistou em Viana mais uma vitória para os Kumho

O ‘imperador’ de Vizela fechou a época com aquela que se tornou a sua sexta vitória da temporada – esta com dose tripla, pois assegurada em termos absolutos e ainda nas contas do Promo e do Promo Norte – comemorando assim da melhor forma a reconquista do seu título, que já estava assegurada à chegada ao 11º Rali de Viana do Castelo Cidade Europeia do Desporto 2023.

Foi de ‘faca nos dentes’ que Adruzilo Lopes e Vítor Hugo encararam as nove especiais de classificação do rali organizado pelo CAST e que voltou a ser um desafio duro, não só pela exigência das classificativas, mas também pelas condições meteorológicas que, a espaços, foram bastante agrestes.

Nada incomodado por tripular um Mitsubishi Lancer EVO X que, apesar da sua excelente preparação, é manifestamente menos competitivo do que os carros da categoria Rally2 que foram utilizados pelos seus principais oponentes, Adruzilo Lopes esteve sempre na luta pela supremacia e chegou à liderança do rali no último troço, conquistando assim mais uma vitória à geral para os pneus Kumho.

“Chegamos a Viana sem qualquer pressão quanto ao campeonato, pois a renovação do título estava assegurada. Mas, tivemos de nos aplicar ao máximo ao longo do rali, até porque, penalizamos logo dez segundos na primeira especial e, depois, foi tudo muito renhido até ao fim”, realça Adruzilo Lopes que assume ter andado “sempre no limite. A Domingos Sport entregou-nos, uma vez mais, o carro nas melhores condições e até o pequeno problema que o Mitsubishi teve na quarta classificativa foi prontamente resolvido”.

Adruzilo Lopes destacou depois “a excelente performance dos pneus Kumho. Foram, como sempre, extremamente competitivos, no molhado e no seco e foram um aliado perfeito na luta que tivemos com adversários que utilizaram carros bem mais competitivos do que o nosso”.

Miguel Carvalho e António Reis dominaram a luta pelo triunfo no 6º Desafio Kumho Portugal. Tripulando, como habitualmente, o robusto Peugeot 206 GTi, o piloto de Barcelos rubricou uma exibição dentro dos parâmetros a que já nos habituou: rápido, eficaz e capaz de lutar taco-a-taco com pilotos cujas ‘montadas’ são claramente mais competitivas.

Como tal e além de não ter qualquer oposição de relevo na conquista de mais um triunfo nas contas da competição reservada aos pneus coreanos, Miguel Carvalho concluiu a sua época no Campeonato Promo Duas Rodas Motrizes com um sólido Top 4, isto já depois de ser selado as contas do título no Rali Vidreiro, dando assim mais um cetro aos pneus Kumho.

Época notável de Carvalho e Reis, com esta dupla a merecer já começar a sonhar com voos bem mais altos…

O regressado Vítor Pinheiro, que foi navegado por Ricardo Torres e se apresentou em Viana aos comandos de um Peugeot 206, garantiu o 2º lugar da Divisão 2 Kumho. Rali sólido, com o piloto a ser capaz de ultrapassar com galhardia as dificuldades do percurso vianense.

A beirã Daniela Lopes não foi bafejada pela sorte, nesta sua subida a norte, participando num campeonato fora da sua ‘zona de conforto´ e onde voltou a ter Sofia Mouta a ‘cantar’ as notas.

A piloto iniciou a prova com um bom ritmo, discutindo claramente as posições do pódio entre os Kumho, mas, ainda bem cedo no rali, a caixa de velocidades do Peugeot 206 GTi começou a dar problemas, forçando-a a fazer as últimas duas especiais da manhã de sábado apenas em quarta velocidade.

Chegada à assistência, o veredito foi claro. Com o Rali de Cantanhede Marquês de Marialva a uma semana de distância, sendo a última prova do ‘seu’ Campeonato Start Centro de Ralis, optou por abandonar, já não saindo para disputar a seção final da prova.

&nbsp

MEDIA4RACE TV

Scroll To Top